Ferramentas Pessoais
Navegação
Acessar


Esqueceu sua senha?
 
Regional Belo Horizonte

Regional BH quer reduzir sua pegada ambiental

31 de maio de 2017

A Comissão de Coleta Seletiva da Glbhe desenvolve ações para melhoria do processo na Regional Belo Horizonte. O trabalho envolve medidas de conscientização dos empregados e melhoria na utilização dos recursos da empresa. As metas gerais são: redução do lixo comum; consumo e descarte consciente de copos descartáveis; e o envolvimento da Ases, que vai passar a fazer gestão dos resíduos descartados a partir da contratação de serviços e atividades.

O que é pegada ambiental?
Também conhecida como pegada ecológica, a pegada ambiental quer dizer rastro, impacto, marca. É uma expressão comumente usada ao redor do mundo como um indicador de sustentabilidade ambiental. Pode ser usada para medir e gerenciar o uso de recursos através da economia e também para explorar a sustentabilidade do estilo de vida de indivíduos, produtos e serviços, organizações, setores industriais, vizinhanças, cidades, regiões e nações. Quanto maior o impacto ambiental (produção de lixo, queima de combustíveis, desmatamento, poluição) de pessoas, empresas e países, maior será a pegada ambiental que cada um desses atores estará deixando na natureza.

Ações
Uma das ações envolve modificações no consumo de copos descartáveis em todo o prédio. Por um lado, o descarte consciente foi favorecido, com a implantação de novos vasilhames para coleta do material nas áreas internas e externas da empresa. Isso é importante porque apenas quando o copo é descartado no vasilhame correto ele pode ser encaminhado para a reciclagem, favorecendo o meio ambiente.

Por outro lado, a ideia é diminuir gradualmente a oferta de porta-copos dos corredores, implantando pontos fixos de distribuição, ação que favorece a reflexão e educação de todos no sentido de utilizar o mínimo possível.

"O importante nas atividades de redução no consumo de copos e no melhor descarte do material é que a coleta seletiva no trabalho ganha novo nível de ação, mais eficiente e voltada para o reaproveitamento, pois os recicláveis são recursos valiosos", esclarece Vera Inácio, coordenadora da Comissão.

Ainda de acordo com ela, no ano de 2016 a empresa contabilizou 16 toneladas de lixo comum descartado e enviado para o aterro sanitário. "Reduzir a pegada ambiental da empresa passa principalmente pela redução desse número. E isso se dará com organização, educação e conscientização" completa a coordenadora.

« Junho 2017 »
Junho
SeTeQuQuSeSaDo
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930