Ferramentas Pessoais
Navegação
Acessar


Esqueceu sua senha?
 
Informe Parlamentar

Serpro é citado em audiência pública da Câmara sobre teletrabalho

17 de março de 2017

A Comissão Especial da Reforma Trabalhista da Câmara dos Deputados realizou ontem, 16 de março, uma audiência pública sobre Teletrabalho. O presidente da Sociedade Brasileira de Teletrabalho e Teleatividades (Sobratt), Wolnei Tadeu Ferreira, informou que 70% das empresas privadas no Brasil já o adotam. Atualmente, são 15 milhões de teletrabalhadores no país.

O Teletrabalho é regulamentado pela Lei 12.551/11 e uma súmula do TST atualizou a norma. “Há projetos de lei sendo analisados pelo Congresso sobre o assunto, mas a legislação atual ainda é frágil e não oferece segurança jurídica nas relações trabalhistas”, ponderou Tadeu.

Os abusos de horas extras não são causados pelo teletrabalho. “Abuso de jornada já existia antes do teletrabalho, que é só uma modalidade”, segundo Ferreira.

Álvaro Melo, fundador e ex-presidente da Sobratt, avaliou que a reforma trabalhista pode contribuir para modernizar a legislação sobre Teletrabalho. Melo informou que esse sistema existe no Brasil há 20 anos. 

“O Serpro foi a primeira empresa pública a adotar essa modalidade de trabalho, e trata-se de uma alternativa para consultorias, magistério, startups de tecnologia, microempreendedor individual, entre outros.”, disse Melo. Ele lembrou ainda o exemplo do Uber: “maior empresa de transporte público sem ter um único carro é uma realidade nova da nossa sociedade”.

« Junho 2017 »
Junho
SeTeQuQuSeSaDo
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930